Inspirações de corte para Cabelos Afro ou Crespos


via Byline

 Alguns leitores tem me pedido através da página do Facebook dicas de cortes e de como cuidar do cabelo,então decidi começar com dicas de cortes que estão na moda  para homens com cabelo crespos. Se liga aí !

Super Black  - é o Black Power usado bem grandão ,com bastante volume e cachos . Esse corte exige um pouco mais de cuidado e é mais trabalhoso,pois quando o cabelo cresce muito ele acaba embaraçando bem rapidamente. Para ficar com bastante cachos e bem solto, dependendo do tipo de cabelo é necessários fazer uns Twistes à noite   (tipo de tranças com apenas duas pontas) e desfazer pela manhã .




















Black Retrô 80's -  Esse Black Power é um clássico dos anos 80 ,bem quadradão e raspado na lateral . Quem tem cabelos com cachos muito soltos ,dificilmente conseguirá ter um corte desse .Ele é próprio para quem tem crespos mais fechados . Mas uma dica para quem não tem um cabelo com essa textura é evitar o uso do condicionador e de cremes para pentear .Essa é uma textura mais ressecada.



















Black Power Undercut   - esse Black Power consiste em deixar um topete bem grande e raspar na lateral .É o corte que mais tenho me identificado ultimamente ,pois ele dá uma leve afinada no rosto . O meu não está tão curto assim na lateral ,mas ainda tomo coragem e corto igual ao rapaz da primeira foto abaixo !


 
Mini Dreads  - O mini dreads dá pra começar a partir do Black Power .Quando ele vai crescendo muito ,dependendo da lavagem os dreads se formam naturalmente . Um leitor do blog disse que para ficar assim ele lava com Shampoo e sabão de coco .

Dreadlocks ou rastas médios e longos  - O rasta longo é um clássico que nunca sai de moda ,mas para quem quer um natural ,exige muita paciência e cuidados !





 Raspados - Agora se você é um pouco mais discreto e não se identifica com nenhum dos estilos acima ,vale o clássico cabelo raspado ,que também dá pra fazer cortes diferentes ,como os asa deltas ,máquina 2 no topo e 1 na lateral .



 Curtiu ? Comenta e compartilha !


#128 Homens: Como usar cachecol?


via Byline

Eai boys, 

As baixas temperaturas já começaram dar as caras em algumas cidades do pais e para nos aquecer com estilo, os cachecóis se tornam indispensáveis. A sua principal função é proteger nosso pescoço do frio,  mas além disso os cachecóis também servem para deixar o nosso look ainda mais interessante.  O encontramos em diversos tipos e estilos, seja de crochê, lã, tricô, estampo, liso, neutro ou coloridos, é fácil achar um que combine com o seu estilo e look você ainda pode torná-lo mais interessante, dando diversos estilo nós.

Abaixo separei alguns looks usando cachecol para vocês inspirarem-se, confiram:



Está com duvida de como amarrar seu cachecol? Veja esse vídeo com 10 formas de amarra-lo: 



Espero que tenham gostado do post! Deixem suas opiniões aqui abaixo nos comentários. Abraços e até a próxima!

A influência da música no modo de se vestir


via Byline


Moda e música sempre caminharam juntas. A partir dos anos 50 pôde-se evidenciar essa afirmação. Alguns estilos musicais tornaram-se um verdadeiro estrondo, agradavam tanto que extrapolaram todos os sentidos, refletindo-se no comportamento e no vestuário de seus "consumidores". Na verdade isso ocorreu devido a identidade que as bandas e seus ritmos musicais criaram e transpassam em estilos visuais que foram adotados por fãs. É o caso do Nicolas Abe/24, que alia essas identidades ao seu modo de vestir no ambiente de trabalho.

O Publicitário e DJ entende muito bem do assunto. Além disso, ele é franqueado de uma marca. O seu interesse por moda surgiu no fotolog, em 2003. Ele acredita que o site era o instagram da época e muitas pessoas o utilizavam com o intuito de postar fotos conceituais.

Abe é DJ em São Paulo há 2 anos e, com o tempo, percebeu que poderia utilizar suas referências musicais para montar um look de acordo com a festa que fosse tocar.

Quais as suas referências musicais e como te influenciam a vestir-se bem?

" As referências dependem do tipo de festa e do ambiente que eu vou tocar. É a partir disso que monto meu set. Mas artistas que influenciam o meu modo de vestir, posso citar Michael Jackson e Kelis. Ambos me agradam na música e no estilo visual. Quando me inspiro neles procuro caprichar na montagem para algo mais pesado.






Os artistas são ícones da música e conhecidos por seus estilos exuberantes, com muito brilho, cores e transparências. Algumas pessoas adotam tais estilos a sua rotina, outras preferem utilizá-los em ocasiões especiais. "O engraçado é que muita gente pensa que eu uso paetês o dia todo [risos]. No meu dia-a-dia sou bem básico, jeans e camiseta. A produção eu deixo realmente pro meu trabalho, visto aquilo que eu acho que funciona na noite."

Além de trabalhar como DJ, ele produz uma noite POP por mês com mais 4 amigos, que seguem a mesma linha de comportamento.


Reprodução: Facebook / I Hate Flash / Clube 88

Monochromatic para eles


via Byline


Certas coisas acontecem em nossas vidas e servem de referência para muitas indagações futuras. Quando eu era mais jovem, uma vez ouvi falar que não era legal utilizar peças de roupa com a mesma tonalidade, eu passaria a imagem de ser um menino engomadinho e preguiçoso. Então, pensei. Quanto mais forte fosse o contraste entre uma peça e outra, melhor vestido eu estaria? [que bobagem]. Atualmente vejo como às novas tendências estão quebrando velhos paradigmas, que antes eram, praticamente, considerados pecados mortais. O homem contemporâneo está mais interessado em relação a dicas relevantes e embasadas de como se vestir melhor. Muitos só querem aliar tais dicas ao seu estilo de vida, sem se preocupar muito com a opinião de outras pessoas. Do ponto de vista publicitário eu sempre parti da ideia de que "menos é mais", interessante como essa teoria pode ser aplicada também na moda. 


Monocromia e monotonia são palavras que podem rimar, mas não precisam, necessariamente, serem destacadas com significados semelhantes. Para se sair bem vestindo dos pés a cabeça de uma só cor é preciso que se combine as peças com sabedoria e parcimônia. O branco é sempre um clássico e permite uma vasta combinação de peças, de materiais e cortes diferentes. Você pode mesclar um blaser de textura mais opaca e um uma blusa com um tecido mais brilhante, por exemplo. O resultado, muitas vezes, é surpreendente (1). Nem todo look monocromático é em formato All Type, digamos assim. Uma boa dica é variar as tonalidades, a fim de se criar um efeito combinado interessante e inusitado, principalmente quando existe uma grande quantidade de sobreposição de peças (2). Já que podemos mesclar tonalidades de uma mesma cor, por que não deixar uma tonalidade em evidência e apenas criar um pequeno contraste com outra cor? Para usar monocromia não é obrigatório que todas as peças que você vista estejam impecavelmente com a mesma cor fonte. Nesse caso, a primeira peça interna é branca e, mesmo assim, não quebra o intuito das outras.  Essa é uma das grandes permissões que o monocromático dá, claro que, utilizando de alguma cor que entre em harmonia com toda a composição (3).

Veja alguns exemplos que podem servir de inspiração:



Looks monocromáticos não são sinônimo de desleixo ou preguiça, e sim estilo. Se bem explorados, podem compor visuais para qualquer ocasião do dia ou noite com charme e elegância. Produções desse tipo dispensam planejamentos mais elaborados de cores e peças, e seguem como apostas válidas no que diz respeito à praticidade na hora de compor o visual.




Estampas étnicas no guarda-roupa masculino


via Byline


Sucesso na década de 70, a tendência étnica marcou principalmente os estilos folk e hippie. Sua fonte de inspiração vem dos índios americanos, tribos africanas, astecas e outras nacionalidades. Com uma repaginada, as estampas étnicas ressurgem com novas opções de cores, detalhes como franjas, texturas e grafismos que dão charme e autenticidade à produção.


A clássica estampa black & white continua, porém, muitas vezes pode vir distribuída em toda a peça ou em torno de uma parte específica. Na parte superior de uma camisa, por exemplo, pode - se modelar o peitoral e ombro, dando um toque mais robusto a quem usa (1). Seguindo a referência africana com seus tribais, a principal diferença da repaginada é em relação ao uso de cores mais gritantes, porém, não muda os padrões geométricos e repetitivos já conhecidos. Bolsos frontais dão um up no visual (2). A tendência chega também com uma modelagem mais larga, acompanhada de cortes e traços soltos, o que dá o diferencial em uma peça com botão por exemplo. (3). A ideia é que a peça superior mais solta entre em equilíbrio com a inferior mais ajustada. Detalhe para que elas não entrem em atrito devido a quantidade de elementos geométricos e suas cores, causando algo berrante. É ideal que a peça inferior seja lisa, sendo shorts, bermudas ou calças. 


Mas o étnico não limita-se apenas as camisetas, bermudas e calças. As estampas ressurgem em vários acessórios também. Encontrar um tênis étnico em lojas populares como Riachuelo, C&A e Renner não é lá tarefa muito fácil. O único lugar que consegui encontrar algo interessante foi na Zara ou em lojas online, por isso, muitas pessoas procuram customizá-lo, o que pode deixá-lo único (4). Já nas pulseiras, existe uma grande variedade de formatos geométricos e podemos encontrá-las em qualquer banquinha hippie. É uma forma barata e você pode fazer um verdadeiro mix como indiquei em outra potagem [pulseiras e braceletes(5). Em bolsas e mochilas o mais indicado é usar o estilo black & white, que fica mais fácil de casar com qualquer roupa e ocasião (6).   

No site river island existem várias opções. É só clicar, conferir e usar a imaginação para montar o seu look.

NÓS DE CACHECOL: PARISIENSE


via Byline


Chegada a hora de compartilhar dicas e referências para sobreviver a estação mais fria do ano com alguma elegância. Pensando nisso, nossa pauta se volta aos cachecóis. Ou melhor, formas interessantes de vestir essa peça clássica sem se complicar.

Nosso primeiro 'nó' é talvez um dos mais tradicionais. Também um dos mais fáceis de executar. Pelo menos a um primeiro olhar.

Conhecido como o parisian knot (nó parisiense), trata-se de um dos mais tradicionais modos de amarrar o cachecol e se proteger do vento gelado do inverno. Para prendê-lo no pescoço, dobre-o ao meio, diminuindo seu comprimento pela metade.

Após - já com o cachecol no pescoço - passe a extremidade final por dentro da abertura do cachecol. Ajuste até a altura ideal. Pronto, sem complicações e pronto para encarar o frio com a elegância necessária.


    Semana que vem voltamos com mais dicas e sugestões de nó. Não deixe de curtir nossa página no Facebook, assim você  fica atualizado de todas as postagens e novidades do blog.

 Por: Eduardo Lautert e Gabriel Duarte


Estilo crispim

Chuteiras puma assinadas por Alexander McQueen


via Byline

Puma KING, desenhadas pela famosa grife Alexander McQueen em colaboração com a Puma, é uma homenagem às chuteiras de futebol mais emblemáticas da marca. Com a atenção aos detalhes que caracteriza o McQueen, e o acabamento técnico da Puma, o resultado não podia ser mais perfeito.



Felizmente, elas não estão à venda,  – a Puma criou uma lista com 100 ilustres nome do mundo do esporte (como Pelé e Maradona), a quem irá oferecê-las -, mas é sempre bom ver como se faz um produto de qualidade.

  
Estilo crispim

O rolex mais caro de todos os tempos


via Byline

Time is money. E que diga o novo dono do raríssimo modelo 1949 Oyster Perpetua, da Rolex, leiloado pela Christies em Genebra, que se intitulou, esta semana, possuidor do Rolex mais caro de todos os tempos.

Um milhão de euros! Não, é sério: um milhão de euros.


O modelo foi projetado pela artista Marguerite Koch: o mostrador, em esmalte, com detalhes em ouro de 18 quilates, mostra uma cena náutica, que faz recordar a época dos descobrimentos.
Estilo crispim

10 formas de usar blazer sem ficar careta


via Byline

Há um tempo venho procurando um blazer para comprar e sempre que faço isso costumo fazer uma pesquisa de referências para quando tiver o meu saber como usar . Como meu estilo não é nem um pouco clássico fui atrás de looks mais casuais ,despojados e modernos para me inspirar  . Fiz uma lista com 10 dicas para ajudar você também a usar blazer de uma forma mais despojada .Se liga aí !

1. Blazer com calça colorida - se você é mais moderno e ousado certamente irá se identificar com essa mistura :blazer e calça colorida . O visual é válido para quem é universitário ou que tenha uma profissão que permita um visual mais criativo. Se você não é tão ousado pra usar com uma calça vermelha ,vale uma verde musgo ou em tons terrosos  !

Vale investir numa meia mais colorida ou estampada e dar aquela dobradinha para deixá-la um pouco à mostra .













































2. Blazer com jeans ,camiseta e tênis - se você curte conforto ,simplicidade , tem um visual moderno e despojado , vale dar uma quebrada nisso com o terno ,deixando o visual mais arrumadinho,mas sem parecer careta .












































3. Blazer (sobretudo ) com calça de moletom - o look abaixo mostra que na moda não existe regras e que dá sim para misturar o visual esportivo com o clássico .Quem diria que uma calça de moletom ficaria legal com um blazer sobretudo ?












































4 . Blazer com jeans e bota - se você é antenado com as tendências de moda ,certamente irá curtir muito esse look , cheio de sobreposições ,caimento super slim ,jeans destonado e bota de couro .

5 .Blazer  e calça estampada - esse look mostra uma proposta bem moderna e alternativa ,um blazer com mangas de couro ,misturado com camiseta de malha e calça com estampa camuflada . Combo ousado!

6. Blazer com bermuda ,boné e sneakers - essa é uma proposta bem despojada para o dia, tons mais claros e coloridos dão leveza ao visual .












































7. Blazer com estampa étnica - ainda não vi ninguém no Brasil apostando nessa proposta ,mas já vi em diversos sites e blogs gringos .Estampas étnicas estão super na moda e por que não um blazer mais colorido como esse ? Vale misturar com peças mais básicas ,deixando-o como destaque do look !













































8. Blazer com manga de couro  - dessa vez a  manga de couro  do blazer ganhou mais destaque ,combinada com peças mais discretas e básicas.



9. Blazer com bata étnica - uma proposta bem fashionista e ousada .Essa bata é quase um vestido ,mas já vi look de blazer  com bata mais curta . Vale a inspiração!












































10 . Blazer monocromático com pontos de cor -  essa proposta tem como referência cores bem escuras ,quase um preto ,dando destaque à peças mais coloridas ,como a camisa estampada e o brogue colorido com solado branco .



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...